Categorias
Poemas

Clips

O clips prende a folha.
A folha é presa pelo clips.
A passividade da folha é assutadora,
Mas clips prende a folha, (hehe)
Que deixa de ser voadora.

O amor é o clips da alma,
Em corpos de folha,
Revoltos em ventos tempestuosos
Cheios de luz, cor e desejo.

O brilho metálico do amor envolve,
Prende, assusta.
A passividade dos corpos é profana.
E quem acredita que isso se restringe a
Duas folhas,…
Muito se engana… (hahaha)